NOTÍCIAS
 
16/04/2011 - 08:50h
O Que Não Pode Acontecer.........

Gostaria de Dizer que Por causa de alguns todos pagam, o IBAMA no exercicio de suas obrigações fez uma fiscalização no ES e infelismente lá foi encontrado IRREGULARIDADES, Assim sendo, Não tem Jeito Pois o Ibama está aí mesmo para pegar as pessoas que estão irregulares e fazendo irregularidades.
Sou a Favor da FISCALIZAÇÃO RESPONSAVÉL, Pois apoio incondicional dos orgão Reguladores é impressindivél ao nosso desemvolvimento e sobrevivência da Classe Passarinheira.
Devemos nos AUTO POLICIAR, e excluir TODOS AQUELES QUE QUEIRAM, FICAR PRATICANDO IRREGULARIDADES AO NOSSO LADO.
Leiam a Reportagem abaixo:

Vitória (12/04/2011) – Agentes ambientais federais do Ibama realizaram mais uma ação de fiscalização para combater o tráfico de animais silvestres no sul do Espírito Santo. Desta vez, os agentes vistoriaram um torneio de canto de pássaros no município de Apiacá.

Segundo o coordenador da operação, diversas irregularidades foram encontradas no local: havia animais com anilha adulterada, sem anilha e sem identificação de origem e o evento não tinha um médico veterinário responsável, como é exigido por lei”, sendo lavrados 19 autos.

As multas aplicadas chegaram a R$ 28,5 mil. O torneio foi embargado e a organização também foi responsabilizada pelas irregularidades. Além da multa, os organizadores não podem realizar mais nenhuma etapa do torneio até a situação ser regularizada no Ibama.

Segundo o coordenador da operação, mais de 81% dos participantes do torneio foram multados. Os pássaros apreendidos nessa ação foram encaminhados para o Cetas/ES, localizado no município da Serra.

Federação

O presidente da Federação de Passeriformes de Cachoeiro foi autuado em R$ 7 mil. De acordo com os agentes ambientais federais, oito anilhas falsas e uma adulterada foram encontradas com o presidente. Todo o material mais as informações da investigação serão encaminhadas para a Polícia Federal.

Os nove pássaros que estavam com problemas nas anilhas foram apreendidos e encaminhados para o Cetas/ES. Além do processo administrativo, o presidente da federação também vai responder a processo criminal. Os autuados têm 20 dias para apresentar suas defesas no instituto.

Luciana Carvalho
Ascom/Ibama/ES

Fonte: Site do IBAMA


< voltar

 
 
Grupo Curió Praia Clássico Rio de Janeiro
CNPJ: 14.807.917/0001-07 / CTF: 5431996 / CRMV: RJ-09789-PJ / Código INEA: UN039038/90.10.04
contato@grupocpc-rj.com.br
Rio de Janeiro/RJ

www.grupocpc-rj.com.br - 2017 - Desenvolvimento: